Teatro

Brasília nos palcos

Brasília exporta teatro. Brasília exporta humor. É da cidade um dos grupos de teatro de maior sucesso no país hoje, a companhia de comédia Os Melhores do Mundo. Utilizando observações e críticas aos hábitos dos brasileiros, Os Melhores do Mundo construíram uma carreira de sucesso e já levaram suas encenações até a Portugal. O grupo foi precursor de uma nova geração de artistas da cidade que investem no teatro cômico, como os grupos De 4 é melhor, G7 e a companhia de comédia Setebelos.

A história do teatro em Brasília começa ainda nos anos 1960, quando tudo era novidade na nova capital do país, culminando com uma explosão de grupos amadores nas duas décadas seguintes. Nas décadas de 1990 e 2000, o teatro da cidade consolidou estilo e história próprios, e hoje a capital do país está no roteiro dos principais festivais nacionais.

Há 12 anos, Brasília sedia um dos principais eventos artísticos do Brasil: o Festival Internacional de Teatro de Brasília Cena Contemporânea. Todo ano, mais de 15 espaços pela cidade viram palco de apresentações de grupos nacionais e internacionais, palestras, workshops econferências.

No início de 2012, a cidade recebeu também o 1° Festival Internacional de Artes de Brasília, o FestiArte, somando-se ao calendário cultural da cidade. Cerca de 300 mil pessoas assistiram a 58 shows e concertos, oito espetáculos de dança, 26 apresentações de teatro e 58 filmes. Personalidades como Ney Matogrosso, Paulinho da Viola, Gilberto Gil, Milton Nascimento, Vanessa da Mata e Oswaldo Montenegro marcaram presença, assim como estrelas da cidade, como Renata Jambeiro e Ellen Oléria.

“A acolhida da sociedade foi extraordinária. O governo do Distrito Federal permitiu que toda a população tivesse acesso à cultura. Entendemos a cultura como direito básico, e não apenas como oferta de mercadoria”, frisou o secretário de Cultura do DF, Hamilton Pereira, na ocasião.

Outro festival que agrega valor cultural a Brasília é o Festival Internacional de Bonecos, que está na 7ª edição e sempre ganha destaque na mídia nacional. O evento é a cara da cidade e ajudou a consagrar mestres bonequeiros como Chico Simões e Carlinhos Babau.

O CCBB é um dos principais locais do cenário artístico brasiliense – Foto: Kazuo Okubo

O TEATRO DULCINA E A QUALIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA ARTE

A economia criativa no Distrito Federal demanda da cidade profissionais cada vez mais preparados. Estes são, na maioria, formados pela rede de cursos de música, teatro, cinema, artes visuais, fotografia, design de moda, dança da própria cidade, como a Universidade de Brasília (UnB), o Instituto de Educação Superior de Brasília (Iesb) e a Faculdade de Artes Dulcina de Moraes (FADM), criada e mantida pela Fundação Brasileira de Teatro (FBT). A faculdade Dulcina de Morais, criada em 1982, nasceu do sonho da atriz, que desde a década de 1950 mantinha especial preocupação com a formação e a profissionalização dos artistas. Em 1956, ela fundou, no Rio de Janeiro, a Academia de Teatro, que tinha como objetivo prover a formação, a especialização e o aperfeiçoamento dos profissionais das artes cênicas. Hoje é uma das referências também na capital federal.

Funarte 

O complexo cultural da Funarte em Brasília reúne espaços para todos os gostos. A Sala Funarte Cássia Eller acolhe espetáculos locais e nacionais de música popular brasileira. O Teatro Funarte Plínio Marcos é dedicado a apresentações de artes cênicas e música. O espaço Marcos(é o Plínio Marcos?) está à disposição de grupos para ensaios e também abriga encontros, seminários, oficinas e cursos de interpretação.

Endereço: Setor de Divulgação Cultural, lote 2, Eixo Monumental.

Funcionamento: de segunda a domingo, das 9h às 21h.

Fone: (61) 3322-2076.

Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) 

O CCBB é um dos principais locais do cenário artístico brasiliense. A programação é multimídia e inclui atividades nas áreas de música, teatro, cinema e artes visuais. O prédio foi projetado por Oscar Niemeyer em 1993 e conta com um teatro, duas galerias climatizadas para exposições, uma praça de eventos externa (incluindo jardins de esculturas) com 1,5 mil metros quadrados, uma sala multiuso e uma sala de cinema.

Endereço: Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 2, conjunto 22.

Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 21h.

Fone: (61) 3310-7087.

Espaço Cultural Renato Russo 

Inaugurado em 1993, o complexo arquitetônico localizado na quadra 508 Sul, às margens da Avenida W3, faz parte da primeira Unidade de Vizinhança, prevista no Plano Piloto pelo urbanista Lucio Costa. O espaço abriga exposições e é palco de peças teatrais.

Endereço: 508 Sul, bloco A, loja 72.

Fone: (61) 3244 – 0411.

Sesc 504 Sul 

Inaugurado em 10 de agosto de 1971, o Sesc 504 Sul possui uma área 3 mil metros quadrados, distribuídos em quatro andares. Desde 2003, o local abriga o Espaço Cultural Ary Barroso, onde são apresentados espetáculos de teatro, shows musicais, exposições de artes visuais, mostras de cinema e lançamento de livros.

Endereço: 504/505 Sul, bloco A.

Fone: (61) 3321-3788.