Economia

Economia

Em 2010, o Produto Interno Bruto (PIB) local foi de R$ 146,5 bilhões, 3,5% a mais que no ano anterior. Já em 2011, o crescimento foi de 2,4% atingindo o valor de R$ 165,4 bilhões. O salto coloca o DF na quinta posição no ranking das economias com melhor taxa de crescimento no Brasil.

Funcionalismo

Funcionalismo

A estabilidade e a expansão da economia local são sustentadas pela alta renda do funcionalismo público, que representa 55% na massa salarial da capital federal.

Serviços

Serviços

O Qualificopa pretende capacitar 32 mil pessoas até 2014. R$ 10 milhões serão investidos no programa.

Shopping centers

Shopping centers

São 17 shoppings no DF, 12 somente no Plano Piloto. Os brasilienses gastam em média 24% do orçamento familiar nos centros comerciais, acima da média nacional, que é de 18%.

Veículos

Veículos

Em 2010 foram vendidos 113 mil veículos. Um veículo novo vendido a cada cinco minutos na capital – isso se as concessionárias funcionassem 24 horas por dia, sete dias por semana.

Concursos

Concursos

A média de crescimento dos cursos preparatórios ultrapassou 40% nos últimos três anos.

Orçamento

Orçamento

O Distrito Federal tem em 2012 o maior orçamento da história. Segundo o governo do DF, os gastos este ano poderão atingir a marca de R$ 28,5 bilhões (7% a mais do que em 2011).

Parque tecnológico cidade digital

Parque tecnológico cidade digital

A estimativa é que 80 mil novos empregos sejam criados e que o faturamento no setor de TIC pule de R$ 2,5 bilhões para R$ 5 bilhões.

Investimentos

Investimentos

A Copa das Confederações de 2013, a Copa do Mundo de 2014, a Copa América de 2015 e os Jogos Olímpicos de 2016, entre outros, movimentarão ainda mais os setores de serviços e comércio, que hoje já apresentam números crescentes. Brasília é considerada uma das cidades mais bem preparadas para receber os eventos. Somando todas as obras, melhorias e investimentos, o incentivo direto alcançará R$ 3,6 bilhões entre 2010 e 2014.

Construção civil

Construção civil

Nos últimos três anos, o setor da construção civil cresceu em torno de 25% no DF.

Supermercados

Supermercados

O brasiliense é o que mais gasta em supermercados no Brasil. Esse comportamento do consumidor coloca os estabelecimentos locais em primeiro lugar no ranking nacional de ticket médio – valor gasto por compra feita.

Novidades