Sudoeste/Octogonal

Sudoeste/Octogonal tem alto poder aquisitivo e comércio diversificado

Desde que surgiu, em 1980, a Região Administrativa XXII ainda está em processo de expansão. A construção de novas quadras residenciais e comerciais aumentará a população do bairro e movimentará a economia local e a de regiões próximas.

Parte do Cruzeiro até 2003, o Sudoeste/Octogonal nasceu como Áreas Octogonais e Setor de Habitações Coletivas Sudoeste. O comércio, antes tímido, é hoje um dos mais diversificados do DF. Para os empresários, uma das principais dificuldades atuais para abrir ou incrementar um negócio é a limitação de espaços (28 m2 a 35m •). Salas e lojas ladeiam a Avenida Principal, onde ficam bancos, padarias, o varejo, academias e supermercados.

A ampliação do Sudoeste prevê seis blocos comerciais, com quatro andares, no fundo das quadras, virados para a rua em frente ao Setor de Oficinas. O comércio local ocupará uma área de 9 mil m•. Ao todo, a expansão ocupará um terreno de 140 mil m2 que pertencia à Marinha. A área fica entre o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Parque das Sucupiras, praticamente às margens do Eixo Monumental. As novas quadras vão abrigar mais edifícios residenciais, ampliando a população atual de 47 mil moradores para cerca de 51 mil.

O Sudoeste impôs mudanças significativas no perfil do Setor de Indústrias Gráficas (SIG). Aos poucos, o público de alto poder aquisitivo, formado principalmente por servidores públicos e comerciantes, fez com que o SIG abrisse espaço para outras atividades distintas daquelas que dão nome ao setor. Restaurantes, padarias, postos de gasolina, lanchonetes, academias e outros pequenos comércios foram surgindo para atender às necessidades não só dos trabalhadores do SIG, como da população do Sudoeste/Octogonal.

Quadras do Sudoeste (Foto: Augusto Areal)

A jovem Região Administrativa abriga ao mesmo tempo o Setor de Habitações Coletivas – Áreas Octogonais Sul –, fundado em 1974, e o Setor Sudoeste, que nasceu em 1989 como parte integrante do projeto “Brasília Revisitada”, do urbanista Lucio Costa.

A Octogonal é constituída por condomínios fechados em forma de octógonos. São oito condomínios octogonais conhecidos pelas siglas AOS (Área Octogonal Sul) estruturados com estacionamento, segurança privada de alta qualidade e área de lazer. Entre as áreas são fixados os comércios. Há escolas, videolocadoras e academias. A Octogonal ainda conta com o Terraço Shopping, um centro de lazer, compras e serviços. Por dia aproximadamente 17 mil pessoas frequentam suas 140 lojas.

O Sudoeste conta com quadras residenciais formadas por prédios de até seis pavimentos. O setor é dividido por uma avenida comercial, onde se localizam escolas particulares, creches, academias de alto porte, bares, restaurantes, bancos e posto de gasolina. No setor conhecido como Sudoeste Econômico – formado por prédios de até quatro pavimentos – o metro quadrado é mais barato, predominando quitinetes.

A cultura na cidade tem como principal expoente a Troça Carnavalesca Mista Suvaco da Asa. Irreverente, o bloco arrasta multidões no Carnaval e contagia as ruas com um som autenticamente pernambucano: o frevo. A Troça percorre as ruas e estaciona nas pistas que dividem o Cruzeiro Velho, o Sudoeste Econômico e o Eixo Monumental. Há seis anos as comunidades locais e vizinhas aproveitam a folia no mês de fevereiro.

Administração Regional: 
SQSW, 104, aoladodoPostoPolicial(CPBP)– Sudoeste
Brasília-DF, CEP: 70670-400
Fones: (61) 3343-4902/3343-4918
Fax: (61) 3343-4931
Site: www.sudoeste.df.gov.br