Varjão

Varjão é modelo de conscientização socioambiental 

Criada em 1991 por decreto como Vila Varjão, a implantação da Região Administrativa XXIII só ocorreu em maio de 2003. Por muito tempo a cidade localizada entre o Lago Norte e o Setor Habitacional Taquari foi considerada violenta e alvo predileto de invasões. Hoje, porém, o cenário é totalmente diferente.

Investimentos em melhorias urbanas e na segurança pública, bem como um trabalho intenso de conscientização social, ambiental e sustentável mudaram a fisionomia inicial do Varjão. Com quase 10 mil habitantes, a cidade é reconhecidamente uma referência em preocupação com o meio ambiente, e graças à participação da comunidade vem conseguindo superar carências e mazelas históricas.

A Central de Reciclagem do Varjão coleta e recicla cerca de cinco toneladas de lixo por dia recolhido da cidade e do Lago Norte. O Projeto Biguá é responsável pela reciclagem de óleo de cozinha e coleta para biocombustível. Outras iniciativas sociais voltadas para a preservação da natureza ajudam a redefinir a imagem da cidade.

Vista aérea da cidade (Foto: Adm. Regional do Varjão)

A localização privilegiada do Varjão (no extremo Sudoeste do Setor Habitacional Taquari, próxima ao Setor de Mansões do Lago Norte) e a melhoria dos índices sociais da cidade fizeram com que os imóveis ganhassem valor. O comércio local é a principal atividade econômica. A cidade também é exportadora de mão de obra no setor de serviços.

O projeto Elos no Canteiro Mais Cultura é a principal mobilização social em prol da implantação de espaços culturais e bibliotecas e da construção coletiva desses espaços no Varjão. O Ministério da Cultura vem agindo no sentido de disponibilizar equipamentos culturais à cidade. O grande desafio é a construção e a prática de uma ação inovadora, além da gestão e da manutenção de edifícios culturais públicos. O princípio da execução do serviço é ter como parceira a comunidade.

As atividades de mobilização social ocorrem no Canteiro Mais Cultura, um espaço aberto aos moradores localizado próximo às obras da biblioteca e dos espaços culturais Mais Cultura. Os locais serão destinados à realização de oficinas de mobilização social e capacitação, exposições, eventos, atividades artísticas e paisagísticas. O ponto de encontro no Varjão é o Centro de Convivência do Idoso.

A comunidade conta com um Centro de Reciclagem, uma biblioteca no Centro de Convivência do Idoso, um Ponto de Encontro Comunitário (PEC), uma creche comunitária, uma praça, um parque ecológico, um centro de saúde, uma escola pública de ensino fundamental e um posto policial.

Entre as manifestações culturais tradicionais evidenciam-se a Festa dos Imigrantes, promovida pela Igreja Católica, e a Festa Junina, realizada no mês de junho. O Varjão ainda se destaca no cenário musical e nas produções cênicas.

Administração Regional: 
Quadra 4, conjunto B, lote 4 – Varjão
Lago Norte – Brasília-DF, CEP: 71540-400
E-mail: admregional@varjao.df.gov.br
Site: www.varjao.df.gov.br