Warning: mysql_close(): no MySQL-Link resource supplied in /home/storage/2/32/fd/anuariododf/public_html/wp-content/themes/anuariododf/functions.php on line 1273
 Conheça os formatos do turismo de negócios | Anuário do DF

Conheça os formatos do turismo de negócios

MISSÕES EMPRESARIAIS – projetos geralmente organizados e coordenados por entidades de classe e órgãos do governo. Trata-se da formação de grupos de empresários para visitar potenciais mercados externos e identificarnovasoportunidades de negócios.

VISITAS TÉCNICAS – atividades organizadas por determinados grupos para observar técnicas de excelência da área na qual atuam em centros de pesquisa, empresas, entidades, universidades.

VIAGENS CORPORATIVAS – normalmente ocorrem para participação em reuniões, prospecção de mercados, visita a clientes e fornecedores, acompanhamento de projetos e investimentos, monitoramento de filiais e franquias, estabelecimento de acordos e convênios, compra ou venda de produtos/serviços, entre outros interesses.

RODADAS DE NEGÓCIOS – reuniões pré-agendadas entre produtores e compradores geralmenterealizadasparalelamente a feiras. Durante as reuniões, as empresas apresentam suas ofertas e demandas, podendo concretizar negócios naquele momento ou apenas realizar um contato inicial.

FEIRAS – organizadas por empresas ou organizações especializadas em ramos específicos para determinado segmento do mercado, com finalidades de exposição, apresentação ou comercialização de produtos e serviços industriais, técnicos e científicos.

CONVENÇÕES – encontros normalmente realizados por empresas dos quais participam seus colaboradores e/ou parceiros. Sua finalidade pode ser avaliação de desempenho, lançamento de novos produtos e discussão de planejamentos estratégicos.

CONGRESSOS – de grande importância, amplitude, porte e número de participantes, promovidos por entidades ou associações de classe, visam a apresentar e discutir assuntos da atualidade e de interesse específico de determinada área ou ramo profissional. São compostos por vários tipos de atividades, muitas vezes até simultâneas, tais como mesas-redondas, colóquios, simpósios, palestras, entre outras.

FÓRUNS – discussões e debates de temas específicos e atuais, com participação ativa de todos os presentes, por meio de perguntas e recomendações feitas por um coordenador, que lidera a sessão. Normalmente têm como objetivo principal a motivação de um público a participar da ideia que se pretende difundir.

SEMINÁRIOS – de caráter estritamente técnico e bastante semelhantes a um curso, reúnem um número limitado de pessoas de mesmo nível de qualificação. São constituídos de três etapas: exposição do tema, discussão e conclusão.

CONFERÊNCIAS – eventos similares a uma palestra, no entanto com mais formalidades. Consistem na apresentação de um tema por especialista qualificado para um público numeroso de também bom nível de qualificação, com duração rápida. A videoconferência é uma conferência realizada a distância para pessoasemdiferenteslocais, utilizando-se de linha de satélites e um espaço físico próprio.

CURSOS – de finalidade educativa, caracterizam-se pela apresentação de determinado tema com o objetivo de capacitar os participantes por meio da aquisição de novos conhecimentos, treinamento ou reciclagem.

JORNADAS – o termo é usualmente utilizado para a realização de congressos de menor abrangência, reunindo grupos com interesses comuns de determinada região.

COLÓQUIOS – semelhantes a conferências, os colóquios são apresentados por profissionais de renome e profundo conhecimento sobre o tema que está sendo exposto. Seu objetivo é esclarecer um assunto ou a tomada de decisão. Após a apresentação do tema, o plenário é dividido em grupos para debates e estudos, sendo o resultado apresentado pelo líder de cada grupo. A decisão final é determinada pela votação do plenário.

ASSEMBLEIAS – eventos dos quais participam grupos de pessoas que representam entidades, corporações, agremiações, estados, países. Sua principal característica é colocar em debate assuntos de interesse comum. A conclusão de cada assunto é colocada em votação para se transformar em recomendações da assembleia.

WORKSHOPS – têm características similares aos seminários, sendo o encontro de pessoas com interesses comuns em que o palestrante expõe sua experiência e seu trabalho, realizando-se atividades práticas sobre o tema desenvolvido.

Outras terminologias utilizadas em alguns tipos de eventos para designar diferentes atividades ou formas de eventos 

PALESTRA – narrativa única de duração curta (média entre 30min e 1h30), admitindo perguntas da plateia ao final.

PAINEL – dois ou mais expositores apresentam brevemente um assunto e, em seguida, discutem entre si. Não há manifestação do público, que somente pode assistir.

MESA-REDONDA – reúneváriosespecialistasligados a um tema principal, mas com pontos de vista ou correntes de pensamento diferentes. É coordenada por um profissional denominado coordenador ou moderador, e cada participante dispõe de um determinado tempo e posterior debate entre os integrantes da mesa.

SIMPÓSIO – derivação da mesa-redonda, com a participação de profissionais de renome e especialistas. A diferença fundamental entre simpósio e mesa-redonda é que no primeiro os expositores não debatem entre si sobre os temas apresentados. No simpósio, as conclusões são compostas pela soma das contribuições dos especialistas.

PLENÁRIA – eventosimilaràassembleia, masaborda somente um assunto.

DEBATE – exige um moderador ou mediador, que propõe perguntas e coordena a discussão entre duas ou mais pessoas, cada uma defendendo seu ponto de vista sobre os assuntos propostos.